Marketing

Entenda porque nem todo mundo será autoridade em sua área de atuação

15 de abril de 2019 by

Muitos negócios e profissionais, dos mais variados segmentos, buscam firmar-se como autoridade dentro de sua área de atuação. De advogados a médicos, de consultores a financistas, estabelecer-se como autoridade em determinado segmento virou uma verdadeira busca pelo Santo Graal. Em tempos de marketing de conteúdo, o desejo dessa conquista se intensificou.

É inegável que torna-se líder de pensamento em determinado assunto traz ganhos imensos para uma empresa ou profissional. Permite-se criar diferenciação frente à concorrência, possibilita cobrar mais caro, reduz os esforços comerciais, massageia o ego.

Quando pensamos em um médico que consegue falar assuntos de saúde pública para as massas certamente o nome do Dr. Dráuzio Varella vem à mente. Se lhe perguntarem sobre uma referência de profissional que fale sobre economia provavelmente Ricardo Amorim aparecerá em sua lista. Agora, se precisar dizer o nome de uma empresa com autoridade em empreendedorismo e empoderamento feminino, a Natura provavelmente será lembrada.

Note que os exemplos citados acima são de pessoas e empresas que se firmaram como referências em suas áreas de atuação. Isso só foi possível por possuírem conhecimento aprofundado dentro do seu contexto de atuação. Sendo assim, podemos afirmar que o conhecimento especializado é o primeiro passo para se criar autoridade em um assunto.

Contudo, engana-se quem acha que o conhecimento é o único vetor para se ter autoridade sobre determinado tema. O conhecimento é algo que se adquire estudando ou, ainda, vivenciando determinada situação.

Uma pessoa leiga em aviação, se passar alguns meses lendo blogs, sites e livros especializados pode adquirir muito conhecimento sobre o funcionamento de uma companhia aérea. Porém, para se ter uma autoridade reconhecida sobre aviação será preciso ter maturidade nesse negócio, que envolve vivências mais aprofundas e sobretudo processar mentalmente o que se aprendeu com estas experiências. Neste ponto não existe uma fórmula mágica. Cada um reage de um jeito e apenas ser um estudante voraz não é garantia.

Com a profusão do marketing de conteúdo e o entendimento de que a construção de autoridade em determinado mercado é um caminho que pode encurtar o alcance do sucesso, muita gente tem buscado se firmar como autoridade produzindo conteúdo. Porém, se este profissional ou empresa não possuir maturidade de negócio, esse conteúdo será meramente teórico. Neste caso não podemos tirar o mérito da produção, que pode até ser um conteúdo interessante, porém, não será um ingrediente exclusivo que permitirá a construção de autoridade.

Talvez um dos maiores equívocos de alguns especialistas em marketing de conteúdo e sobretudo gurus de marketing digital e de venda de infoprodutos é propagar a ideia de que todo mundo pode facilmente ser uma autoridade em determinado assunto. Esse caminho é até possível, mas muito mais tortuoso e incerto. Neste caso, a busca do Santo Graal pode ser muito mais uma aventura repleta de surpresas do que uma rota linear.

Os comentários para esta publicação estão fechadas.

Quer começar a usar uma estratégia
de marketing para a sua empresa e
precisa de ajuda?

Veja 6 dicas para escolher uma
agência de marketing digital!

Esteja atualizado
Receba nossos conteúdos mais relevantes em um único e-mail mensal